in

Vozinha Adelina, famosa por webnovela com neto Benedito, morre aos 85 anos.

Vozinha Adelina, famosa por webnovela com neto, morre aos 85 anos no DF
Vozinha tinha esquizofrenia e Alzheimer, os vídeos gravados junto ao neto Benedito receberam mais de 240 milhões de visualizações.

No dia de ontem o Benedito fez um vídeo mostrando grande sofrimento por a Vozinha ter chegado a um ponto onde ele não podia extrair mais do mal do Alzheimer momentos de alegria. E difícil ver a pessoa mais especial da terra não poder mais beber, comer, tomar água, pela boca, tudo feito pela operação direto no estomago. O neto estava pre-sentindo a partida da Vozinha, e agradeceu aos seguidores, e pediu desculpas por não estar trazendo vídeos novos, mais era porque ele não estava conseguindo extrair momentos felizes do estagio em que estava a doença, horas depois a vozinha venho falecer.

Adelina Sales, conhecida como Vozinha Adelina, morreu nesta terça-feira (21), aos 85 anos. A idosa ficou famosa na internet por fazer webnovelas com o neto. Os vídeos da dupla no YouTube tiveram mais de 240 milhões de visualizações.

Segundo o neto, Dona Adelina estava se alimentando e bebendo água por sonda desde que precisou fazer uma cirurgia, recentemente. Ele não detalhou o motivo da morte. A idosa morava em Águas Claras, no Distrito Federal, com o neto e a filha.

Dona Adelina tinha esquizofrenia desde os 40 anos e foi diagnosticada com Alzheimer há 11 anos. Os vídeos faziam sucesso pelo bom humor da idosa, que brincava na madrugada com os familiares e gostava de criar músicas e contar histórias do passado.

No último vídeo, o neto agradeceu aos familiares e amigos que o ajudaram a cuidar da avó e relembrou os melhores momentos e as músicas que Dona Adelina mais gostava.

O velório será nesta quarta-feira (22), às 12h, no cemitério Campo da Esperança de Taguatinga.

Retardo da doença
O especialista em neurologia comportamental e cognitiva e distúrbio de movimento Nasser Allam afirmou ao G1 que o apoio da família que estimula o paciente a lidar com o Alzheimer é fundamental para o retardo da doença.

“Se o paciente é bem estimulado no dia a dia com uma série de estratégias, esse paciente vai perdendo menos cognição ao longo do tempo. A família que paternaliza o paciente, começa a fazer tudo para ele, é ruim. Tem que estimular que ele continue fazendo as coisas, mesmo com dificuldade.”

Allam explicou que quando o idoso faz treinamento de memória, aprende uma nova língua ou se diverte com artes, por exemplo, o cérebro é ativado e passa a trabalhar o conceito de neuroplasticidade, quando ativa conexões já existentes e forma novas conexões.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menina de 2 anos com Hidrocefalia ganha NOVA chance de vida! Entenda

Reynaldo Gianecchini vai ser PAI segundo jornalista!